17 novembro 2017

Agronomia debate medidas para UMA Floresta Sustentável na Faculdade de Direito, 17-Nov, 14h HOJE

Instituto Superior de Agronomia, Lisboa 
Anfiteatro 4 . FACULDADE DE DIREITO, UNIVERSIDADE DE LISBOA 
Sexta-feira, 17-Nov-17, 14h 

Foto de Instituto Superior de Agronomia.Num país que arde todos os anos, em que a propriedade florestal se encontra fragmentada, mal cadastrada e mal gerida, em que as doenças das árvores se multiplicam, em que a produção nacional só consegue suprir 80% das necessidades da indústria, enquanto milhões de hectares estão ao abandono e em que a valorização da produção florestal e a ligação ao mercado são débeis com um licenciamento florestal demasiado burocratizado, impõe-se uma alteração profunda no plano da política nacional de florestas.

Saiba mais sobre este evento em http://www.isa.ulisboa.pt/go/Z3v 
A Floresta e o Novo Pacote Legislativo - Evento organizado pelo Colégio F3 - Food, Farming, Forestry
 Num país que arde todos os anos, em que a propriedade florestal se encontra fragmentada, mal cadastrada e mal gerida, em que as doenças das árvores se multiplicam, em que a produção nacional só consegue suprir 80% das necessidades da indústria, enquanto milhões de hectares estão ao abandono e em que a valorização da produção florestal e a ligação ao mercado são débeis com um licenciamento florestal demasiado burocratizado, impõe-se uma alteração profunda no plano da política nacional de florestas. Destarte, este ano, o atual Governo aprovou um conjunto de medidas de reforma florestal para responder aos grandes desafios que se colocam em Portugal neste sector.
Face à enormidade e complexidade do desafio que obriga à criação de novos institutos e instrumentos jurídicos e à simplificação de outros, assim como a uma redistribuição de atribuições, competências e poderes entre a Administração central e o poder local, interessa discutir com os vários stakeholders a sua efetividade e apurar se este pacote florestal tem mais do que uma mera dimensão simbólica.
É neste contexto que o Centro de Conhecimento do Fogo Rural dinamizado pelo Colégio Food, Farming and Forestry (F3) da Universidade de Lisboa e a sua Faculdade de Direito organizam este Colóquio – aberto ao público –, para gerar um debate amplo e inclusivo que interrogue expetativas, comportamentos e políticas
As inscrições são gratuitas, mas obrigatórias, e deverão ser feitas  Num país que arde todos os anos, em que a propriedade florestal se encontra fragmentada, mal cadastrada e mal gerida, em que as doenças das árvores se multiplicam, assim como a plantação de espécies exóticas, em que a produção nacional só consegue suprir 80% das necessidades da indústria, enquanto milhões de hectares estão ao abandono e em que a valorização da produção florestal e a ligação ao mercado são débeis com um licenciamento florestal demasiado burocratizado, impõe se uma alteração profunda no plano da política nacional de florestas. Destarte, este ano, o atual Governo, no dia Internacional da Floresta, aprovou em Conselho de Ministros um conjunto de medidas de reforma florestal para responder aos grandes desafios que se colocam em Portugal neste sector e que assenta, no quadro da valorização do território, em três áreas de intervenção:
gestão e ordenamento florestal, titularidade da propriedade e defesa da floresta nas vertentes de prevenção e de combate aos incêndios. Face à enormidade e complexidade do desafio que obriga à criação de novos institutos e instrumentos jurídicos e à simplificação de outros, assim como a uma redistribuição de atribuições, competências e poderes entre a Administração central e o poder local, interessa discutir com os vários stakeholders a sua efetividade e apurar se este  pacote florestal tem mais do que uma mera dimensão simbólica. 
É neste contexto que a Faculdade de Direito, em colaboração com o Centro de Conhecimento do Fogo Rural dinamizado pelo Colégio Food, Farming and Forestry (F3)  a Universidade de Lisboa, organiza este Colóquio, para gerar um debate amplo e inclusivo que interrogue expetativas, comportamentos e políticas. 
LOCAL DA CONFERÊNCIA   
Anfiteatro 4 . FACULDADE DE DIREITO, UNIVERSIDADE DE LISBOA 
Alameda da Universidade . Cidade Universitária, 1649-014 Lisboa
PROGRAMA  13h45 Registo dos Participantes  Pedro Romano Martinez, Faculdade de Direito da ULisb

16 novembro 2017

Frangos em defesa do ambiente

Resultado de imagem para galinha criançaUma galinha por pessoa, mais proteína e  mais amigável do clima do que com uma vaca por família, porque os bovinos arrotam a cada 40 segundos, e podem emitir até 230 litros de metano por dia.

Quando uma família recebe uma galinha, eles podem começar a apanhar ovos imediatamente, fornecendo-lhes comida e uma fonte extra de rendimento! Este é um dos melhores presentes que você pode oferecer a quem mais precisa.

One chicken per person, more climate friendly protein than with one cow per family, because cows belch
When a family receives a chicken they can start collecting eggs right away, providing them with food and an extra source of income!
They're just one of the many gifts you can give through the gift catalog:

15 outubro 2017

Parabéns aos clubes Estoril Cascais e Lisboa Fundador

Os clubes Lisboa Fundador e Estoril Cascais juntaram-se para celebrar os seus aniversários na companhia de soroptimistas de outros clubes e amigos.

Muitos parabéns!


28 junho 2017

Soroptimistas apoiam biblioteca escolar no Tarrafal

Inspiradas com o projeto My Book Buddy de Soroptimist Europe, soroptimistas do Clube Estoril Cascais levaram o Livro Amigo à biblioteca escolar da Escola primária do Chão Bom no Tarrafal em Cabo Verde.   

A Biblioteca Nacional vai ajudar a colocar a biblioteca escolar em funcionamento, no cantinho que lhe está destinado. 


Os 30 livros e manuais  foram bem recebidos e as crianças ficaram todas ansiosas em lhe pegarem.  

Boas leituras !





22 maio 2017

Pay gap aumenta em Portugal




Numa visita a´Helsinquia, soroptimistas finlandesas perguntaram como vai o "pay gap" em Portugal ? 
De facto o  diferencial de salários entre homens e mulheres está em  -17,8% em Portugal , acima da média dos -16,3% da média da EU-28 
mas não muito diferente dos -17,3% da Finlandia. 

Com uma diferença importante: Em Portugal as mulheres estão a ficar cada vez mais prejudicadas.    
Enquanto na Finlândia os salários estão a convergir , de um gap de - 21,3 % em 2016, em Portugal os salários 

de homens e mulheres estão a divergir, o diferencial  a aumentar a mais que duplicar de -8,4% em 2006 para -17,8% em 2015. 

http://ec.europa.eu/eurostat/statistics-explained/index.php/Gender_pay_gap_statistics 

23 abril 2017

Porque sou Soroptimista

Soroptimistas são globais com  status na ONU
Estou ajudando mulheres e meninas em todo o mundo 
Nós habilitamos as meninas a atingir seu potencial total
Quero fazer o bem e contribuir para a minha comunidade 
Quero tornar a vida melhor para mulheres e meninas
Quero fazer amizades e me divertir em boa companhia !

Soroptimists are global with UN status
I am helping women and girls all over the world 
We enable girls to reach their full potential
I want to do good and contribute to my local community
I want to make life better for women and girls
I want to make friends, and have fun in good company !

Resultado de imagem para open heart open door soroptimist

Open Heart Open Door - Soroptimistas recebem Soroptimistas

Resultado de imagem para open heart open door soroptimist
Ao abrir suas casas umas às outras, Soroptimistas criam e fortalecem laços de amizade.
O programa Open Heart - Open Door parte do princípio de que o trabalho em rede e a melhor compreensão entre culturas  fortalecem a nossa organização e contribuem para a boa convivência.

Todas as Soroptimistas podem participar no programa Open Heart - Open Door:

Home Hospitality: Hospedando Soroptimistas, uma ou duas pessoas
Pessoa de Contato: Atuando como guia e mostrando a sua cidade a Soroptimistas visitantes
Intercâmbio de visitas: Hospedagem para efeitos de intercâmbio profissional com outro Soroptimista
Intercâmbio de casas: Trocar casas com outro Soroptimista por um certo período de tempo
Programa de Intercâmbio de Jovens: Hospedar uma  filha / filho/sobrinha  de outra Soroptimista

Cerca de 500 Soroptimistas de mais de 50 países aderiram ao programa Open Heart - Open Door!

Os países que estão actualmente a participar no programa Open Heart - Open Door incluem:
Albânia Geórgia Madagáscar Eslováquia
Áustria Alemanha Malta Espanha
Bélgica Grécia Marrocos Suécia
Bulgária Hungria Holanda Suíça
Croácia Islândia Noruega Tunísia
República Checa Israel Polónia Turquia
Dinamarca Itália Portugal Ucrânia
Etiópia Quênia Romênia
Finlândia Kosovo Rússia
França Lituânia Eslovénia
Fonte: http://www.soroptimisteurope.org/open-heart-open-door/