12 abril 2010

Igualdade de Género em acção de sensibilização em Penafiel

Decorreu recentemente, no Auditório da Biblioteca Municipal, uma sessão de sensibilização sobre a Igualdade de Género. A iniciativa foi promovida pelo pelouro da Família, Solidariedade e Inclusão Social e contou com o envolvimento da Associação Soroptimist Internacional do Porto, que esteve representada pela Dra. Teresa Rosmaninho, coordenadora do projecto e dirigente daquela associação.

O projecto em questão tem por objectivo "a promoção dos valores da igualdade de género no palco da vida" e faz uma abordagem às múltiplas vertentes da discriminação em função do género. A sessão constou da apresentação de três "sketch's" sobre três diferentes contextos de discriminação em razão do género.
No primeiro caso tratava-se de discriminação na comunicação e o sketch apresentava a preparação de uma campanha de marketing sobre um automóvel. No segundo caso tratava-se da discriminação sentida por uma rapaz que queria seguir a carreira de bailarino e no último quadro a apresentação mostrava um caso de discriminação no local de trabalho e de assédio sexual a uma trabalhadora.

Depois das apresentações teve lugar um animado debate sobre os temas dos sketch's e também sobre outras áreas de discriminação de género. O auditório, completamente lotado, acolhia uma turma da EB, 2.3 de Cabeça Santa, duas turmas de cursos EFA e ainda uma turma da Universidade Sénior da ADISCREP (Associação para o Desenvolvimento Integrado, Sócio-Cultural, Recreativo e Económico de Penafiel), além de muitos dirigentes e técnicos de associações de desenvolvimento local.

Para o vereador do pelouro da Família, Solidariedade e Inclusão Social, Antonino de Sousa, esta iniciativa reveste-se da maior importância e deve ser replicada noutras circunstâncias e contextos. Segundo o vereador, "as mudanças de mentalidade são lentas e sujeitas a uma imensa barreira de resistências que urge derrubar." Para Antonino de Sousa, "mudar as práticas sociais, os modos de agir e de estar com o outro, mostra-se imprescindível para que a igualdade seja, de facto, o eixo estruturante das relações entre mulheres e homens".
Fonte:  Terras do Vale do Sousa
Enviar um comentário