01 agosto 2015

Soroptimistas apoiam trabalho com crianças em Cabo Verde

O projecto de uma Soroptimista do Clube Estoril Cascais  em Cabo Verde criou a oportunidade de fazermos uma pequena "visita de estudo",   a fim de conhecer melhor o país e de dar o nosso contributo para o importante trabalho com crianças carenciadas.

Em primeiro lugar, conhecemos a Federação Caboverdiana de Andebol e o seu Projecto de Mini-Andebol, Desporto e Saúde,  que foi financiado pela IOM-Organização Internacional para as Migrações promovendo o retorno temporário de emigrantes na diaspora para transferir conhecimentos e criar capacidades nos países de origem.  Neste projecto,  a Assunção Fernandes Tavares replica o programa de andebol que desenvolveu em Linda-a-Velha e Carnaxide e que o Clube Estoril Cascais tem vindo a apoiar desde 2009, com a nossa parceira Associação de Solidariedade Social Assomada.  

Cabo Verde tem uma diaspora de cerca de 500.000, quase tão grande como a população do país, e o arquipélago faz parte da história mundial, e da Lusofonia em particular,  como entreposto e ponto de encontro de culturas desde o século XV.

Enquanto os responsáveis do Projecto de Mini-andebol se preparavam para receber cerca de 200  crianças de várias ilhas num Festival de mini-andebol na cidade da Assomada (a original!),  aproveitamos para assistir a alguns dos treinos e para entregar uma (pequena) remessa de calçado, roupa e material escolar recolhido  entre as soroptimistas e amigas em Portugal.  As necessidades são muitas e sabemos que os nossos contributos serão muito bem encaminhados.

Também assistimos aos treinos da Selecção Caboverdiana de Andebol Sub-21, cujos remates faziam tremer o pavilhão!  Nós, e as crianças, ficámos devidamente impressionados.

Boa sorte aos atletas de todas a idades e cumprimentos a José Eduardo dos Santos, presidente da Federação Caboverdiana de Andebol.  Foi um prazer e uma honra poder assistir e colaboar nesta iniciativa.

Depois fizemos diversos contactos para apresentar as Soroptimistas e conhecer o trabalho de várias associações femininas caboverdianas que hão-de vir a dar frutos no futuro.

Havemos de voltar !

VER mais em https://www.facebook.com/pages/Federa%C3%A7%C3%A3o-Caboverdiana-de-Andebol/109605295777487

Entrega de equipamento http://www.oceanpress.info/cms/Pt/desporto/item/28147-associacao-internacional-entrega-equipamentos-de-mini-andebol-a-federacao

Federação de Andebol recebe donativo de Soroptimistas http://www.abola.pt/africa/ver.aspx?id=562421

O anúncio do Festival de mini-andebol recolha fotos nossas http://www.avoz.cv/desporto/festival-nacional-mini-andebol-realizado-assomada/ 

Um artigo que menciona as Soroptimistas http://www.criolosports.com/index.php?option=com_content&view=article&id=7265:andebol-sal-lha-do-sal-recebe-projecto-formativo-de-mini-andebol-&catid=24:andebol&Itemid=79

Iniciou o Festival de Mini-Andebol http://www.oceanpress.info/cms/Pt/desporto/item/28396-ja-iniciou-o-festival-de-mini-andebol

Ver o video ! https://www.youtube.com/watch?v=GRJgeO9gN2U

Andebol e Saúde é um projecto que visa formar monitores e implementar escolas de andebol em Cabo Verde, quer ligadas a Clubes quer introduzindo a prática regular do mini-andebol no EBI, de acordo com o programa Andebol na Escola.
 Este projecto que tem igualmente uma vertente ligada à saúde, dando aos formandos e praticantes, conhecimentos básicos da importância de uma boa alimentação para a prática do desporto, bem como os cuidados a ter na prevenção de lesões, está a ser implementado na ilha do Sal desde o dia 22 de Junho, abrangendo nesta fase inicial, 80 crianças das localidades de Palmeira, Santa Maria, Espargos e Pedra de Lume.
Este projecto é dirigido pela Mestre em Serviço Social e especialista de Andebol, Assunção Fernandes, que no quadro do programa, Regresso Temporário de Nacionais Qualificados do Ministério das Comunidades, encontra-se em Cabo Verde, a serviço da FCA por um período de quatro meses.
Além das entidades que sustentam o programa, o MC e a OIM, o projecto da FCA tem sido alargado a várias ilhas e concelhos, graças aos apoios que a Federação e a própria técnica têm mobilizado, nomeadamente a Câmara Municipal de Oeiras, o Sporting Clube de Portugal (Dpto Andebol) e o Clube Soroptmist Estoril Cascais, em Portugal, bem como em Cabo Verde, o Ministério da Educação e Desporto/ DGD, a Câmaras Municipais de São Domingos, Santa Catarina, Sal, Maio e Boavista, e empresas privadas como a ASA e o Hotel Crioula que asseguram a deslocação e estadia da técnica na ilha do Sal.
De realçar que a missão formativa na Ilha do Sal encerra com um Festival Regional de Mini-Andebol, que será o terceiro deste programa, a realizar-se no próximo dia 27 de Junho, a partir das 8 horas, no Polivalente de Cascais.
Fonte: FCA

Enviar um comentário