05 outubro 2007

Soroptimistas ouvem histórias do Cubal, Angola


Em Setembro-07, o Clube Soroptimist International Estoril Cascais ouviu o Padre Raimundo Mundinda, um jóvem sacerdote Angolano em serviço na Diocese de Viseu, nas paróquias de Beijós e Senhorim. O Padre Raimundo falou especialmente da sua experiência na paróquia do Cubal em Angola nos tempos dificeis circa 2000, e trocou impressões com algumas Soroptimistas que conheceram Angola.







A vila do Cubal fica situada a cerca de 150 km da cidade de Benguela e a 200 km de Huambo (antiga Nova Lisboa). A vila fica nas margens do um rio Cubal e é servida pelo Caminho de Ferro de Benguela. À sua volta, existem numerosos campos de cultivo do sisal.

O Padre Raimundo já voltou a Angola e ao Cubal e diz:
"no tocante as instalações das escolas, devo dizer que continua num estado degradado e a precisar de uma casa de banho, água canalizada e luz eléctrica. De salientar que precisa-se duma biblioteca, computadores,quadros e cadeiras para os alunos poderem
sentar-se..."

A visita do Padre Raimundo despertou grande curiosidade sobre a vila do Cubal e Angola, levando à descoberta do Hospital de “Nossa Senhora da Paz”, gerido pelas Irmãs Teresinhas. Este hospital, que é ponto de referência na região, tem um centro DREAM em conjunto com a Comunità di Sant'Egidio.


O programa DREAM (Drug Resource Enhancement Against AIDS and Malnutrition) consiste de uma abordagem integral de luta contra o SIDA em África, iniciado em Janeiro de 2002 pela Comunidade de Santo Egídio. Actualmente está presente em 9 países Africanos, incluindo a Guiné-Bissau, Angola e Moçambique. O progama DREAM reporta bons resultados, mantendo 95% dos nossos doentes vivos e com uma boa qualidade de vida.
Como ajudar o projecto DREAM contra a SIDA no Cubal
Projecto Dream forma técnicos de saúde no Cubal, uma pareceria da Comunità di Sant'Egidio e as Irmãs Teresinhas desde Maio 2006
http://dream.santegidio.org/public/News/newsreadpubNS.asp?IdNews=155&offset=&Curlang=PT
Antigos alunos do Cubal
Fotos do Cubal
Beijós XXI , o blog da aldeia que trabalha
Enviar um comentário