19 julho 2014

Portugal entre os mais vulneráveis a alterações climáticas

Portugal é um dos  países da EU mais vulnerável aos fenómenos climáticos extremos, designadamente a erosão costeira, as cheias, as secas ou  os incêndios.  Esperam-se grandes ondas de calor, secas mais intensas e longos períodos de chuva. As previsões constam de um relatório da ONU.  Por isso, Portugal tem que investir na redução da intensidade de carbono e das emissões de gases com efeito estufa (mitigação) e no reforço da resiliência aos riscos da mudança climática nos sectores da água, da zona costeira, e da floresta (adaptação).  
Para responder a estas necessidades de investimento Portugal conta com  €4 biliões (20%) do fundos estruturais até 2020 que estão reservados  para investimentos de adaptação climática.  

Entretanto a APA - Agência Portuguesa para o Ambiente abriu candidaturas  para financiamento de projectos de adaptação sectorial, financiados por fundos da eea e a Norway Grants (até 15-Set) .

Enviar um comentário